sexta-feira, 27 de abril de 2007

Gosto... de te amar...

Gosto...
Destes oásis que proporcionámos ao nosso amor
Destes momentos que são somente nossos
Em que deixamos de ser
Todas as funções e papeis que assumimos na vida...
Em que somos somente...
Homem...
Mulher...
E acima de tudo...
Amantes...
E nos namorámos... e amámos...
Sem horas nem limites
O mundo é só nosso...
E só a nossa vontade nos rege

Gosto...
Que precises de me ter só para ti
Na mesma medida...
Que eu preciso de te ter só para mim...
Que tal como eu...
Anseies a chegada destes momentos
E que deles te custe a despedir...
Porque nos sabe sempre a pouco
O tempo que nos temos um ao outro.

Destes momentos tiro a certeza
Das palavras que um dia me disseste...
"Gosto de ti... gosto da tua companhia...
É tão bom saber...
Que não é a vida que juntos construímos que nos une,
Mas sim o amor que sentimos um pelo outro"

Na despedida... sabemos...
Que somente será um até breve
E que no entretanto...
Os dias serão preenchidos
Com amor... muito amor...
Sempre juntos...
Mas em família vividos :):)

Até breve meu amor...
AMO-TE

19 comentários:

Nilson Barcelli disse...

O teu poema é belíssimo, pela forma como está escrito e pelo conteúdo que revela.
Um amor lindo... gostei de ler.
Bom fim-de-semana.
Beijos.

Å®t_Øf_£övë disse...

Visible,

Hoje venho aqui propositadamente para te entregar o Thinking Blog Award, que é nada mais nada menos que uma menção honrosa que te foi atribuida no About Last Night por estares entre a lista dos blogues que mais me fazem pensar.

P
A
R
A
B
É
N
S


Beijinhos

Å®t_Øf_£övë disse...

Visible,
Hoje venho aqui para te dizer que mais vez foste destacada no About Last Night, desta vez através das setas do Cupido do Amor.
Depois se for possível passa por lá.
Beijinhos.

Pedro Arunca disse...

Não posso ficar calado e guardar as palavras merecidas.
Vale a pena passar aqui onde as palavras têm destinatários: ele (?) e nós (!).
Bom, belo e bem feito. Gosto da tua pena ligeira que escreve sobre o quotidiano com a simplicidade de tudo o que belo.


P.S. Deixei com. no texto que mandou para Pedaços de Nós.
Obrigado
Pa

(Un)Hapiness disse...

gostei de te ler.

Pedro Arunca disse...

Não sei em que fase estão. Em Quarto Crescente? Por mim vou fazer mais umas frases que me inspiraste.
Que ninguem abale o mundo se não tiver uma boa razão para tal.
k4u

Porquê? disse...

Querida amiga!
tamb�m eu passei por aqui muitas vezes em sil�ncio e cheguei a pensar que tinhas decidido deixar de nos oferecer as tuas palavras m�gicas, espero estar enganada!
Tu deves ter um dedo que adivinha! deixaste-me aquele coment�rio um dia depois de ele ter, finalmente, dado o 1� passo! n�o percebi ainda onde isto vai parar pois existe o fantasma de um passado que lhe complica demasiado aquela cabe�a e eu n�o sei se vou ter paci�ncia, apesar de o ADORAR!!! s� tempo o dir�....o que tiver que ser....SER�!
obrigada pela tua curiosidade e preocupa�o! e vai dando noticias, t�?
beijinho e bom fim de semana!

João C. Santos disse...

Um beijo

Anónimo disse...

INVISIVEL.Estás cada dia mais linda,Saudades.,

**Suspiro** disse...

Convido-te a ir cheirar a Felicidade ao meu blog.

Beijo quente.

**Suspiro**

Anónimo disse...

MINHA AMIGA VISIBLE, QUANTO TEMPO QUE NÃO TE VIA!!! É BOM SABER QUE AINDA MANTENS O TEU BLOG, É BOM SABER QUE AINDA ESTAIS BEM...
DEUS TE PROTEJA.
EU SOU O COMPLEXOGEL.....FAZ TEMPO QUE NÃO ESCREVO, MAIS ESTOU POR AQUI..
BJS

NunoSioux disse...

........
Gostar
e
amar....

Gostar é uma coisa...

Amar é outra...

E se consegues sentir as duas sensações pela mesma pessoa, isso é:

Hum.......

Não sei o que é! Mas é bonito...

:)

Beijo

jardinsdeLaura disse...

Visible silence,

Que linda prosa... tão poética! Independentemente da forma, as imagens que descreves deixam adivinhar uma história no presente feita de harmonia, de um enorme respeito pelo outro e de Amor muito Amor!
Feita de palavras ternas e tão doces que delas se desprende um aroma fugaz a lírios do campo! palavras que parecem fugir-te por entre os dedos
cumprindo assim o seu destino... ser partilhadas!
Obrigado! Gostei!

mafarrico disse...

O nosso blog tem andado tão apagado, que nem dei pelos seguidores que por lá tinhamos.
E são mais que seguidores... são resistentes!
Mas a culpa não é minha, é do Belzebu!
Ele é que sempre foi a alma da coisa e está entregue à preguiça!

Tens aqui um espaço muito bonito...
Ainda bem que te deixaste convencer. Nada como uma sugestão ao nosso ouvido.

Passa por lá!

O Profeta disse...

Troquei as voltas a um Golfinho feliz
Afagei a cria de uma Baleia azul
Confundi uma nuvem com ilha encantada
Perdi-me na rota entre o Norte e o Sul

Aprisionei o olhar de uma gaivota
Enchi a alma com penas de imensa leveza
Enchi o coração de doce maresia
Adormeci nos braços da incerteza

Vem viajar comigo no meu barco de papel


Bom domingo

Doce beijo

O Profeta disse...

O amor cobre e descobre o seu rosto feliz
Um beijo anda solto de um sopro puro
Dois amantes dividem uma maré de espanto
O desamor ergue na vida um frio muro

Uma estrela do mar percorre o azul
Uma estrela no céu anuncia a claridade
Uma longa espera arrocha o peito
Um suspiro solta a incontida saudade

Ofereço-te uma estrela do mar


Mágico Beijo

O Profeta disse...

A meiguice dos teus olhos
Enternece a alma mais dura
Sei-te em cada batida de coração
Na verdade da água pura

A verdade da terra
De verdadeira verdade se veste a tua alma nua
O mundo conhece teus passos
O teu destino impresso nas pedras de uma rua

Mágico beijo

O Profeta disse...

Porque será que os pássaros
Cantam na partida do dia
Porque será que um amante ausente
Fica de alma apertada, vazia?

Porque será que as ondas lamentam
Em sussuros de sal no areal
Porque será que as rezas são feitas
Para correr para o longe o perverso mal?


Boa semana


Doce beijo

(Un)Hapiness disse...

e eu gosto de ver tanto amor nesta vida, que Às vezes é tão aborrecida :)

bjo**

Enviar um comentário